Moradora de Goioerê tem bebês siameses, mas crianças morrem logo após o parto

 


Uma mulher residente em Goioerê ficou grávida de gêmeos e os exames indicaram que se tratavam de bebês siameses, com os bebês unidos por tronco e abdômen. Os exames iniciais previam que era possível uma separação dos bebês após o parto, uma vez que compartilhavam apenas o fígado.

No entanto, exames complementares e mais sofisticados realizados em Curitiba indicaram que os bebês compartilhavam o mesmo coração.

Diante da situação, a equipe médica indicou que seria feita uma cirurgia de emergência, com 33 semanas de gestação, já sabendo que os bebês dificilmente sobreviveriam.

A cirurgia foi realizada e os bebês siameses faleceram cerca de uma hora e meia após a realização da cesariana. Eles foram sepultados no cemitério de Goioerê no fim de semana.

Siameses

Os siameses são gêmeos que não se conseguiram separar por completo no ventre materno. A união produz-se devido a um problema do desenvolvimento das células dos embriões monozigóticos. A divisão das células se dá de forma mais tardia do que no caso dos gêmeos e, quanto mais tempo passar, mais órgãos terão de partilhar. Não se trata de um defeito genético, mas sim de uma mutação durante o desenvolvimento do embrião.

Fonte: Goionews

Site Portal Alto Paraíso PR

, ,