Polícia identifica possível mandante do crime que vitimou miss


A Polícia Civil já identificou o possível mandante do crime que vitimou a Miss Altônia Bruna Zucco, de 21 anos, e o empresário Valdir Brito Feitosa, de 31. As investigações apontam que o executor do crime é da mesma cidade onde o crime aconteceu.

De acordo com o de delegado chefe da 7ª Subdivisão Policial, Osnildo Carneiro Lemes, não há dúvidas que o crime tem ligação com o contrabando.

Segundo ele, os assassinatos da miss e do empresário podem também ser decorrentes de outro homicídio que ocorreu algumas horas antes. Tiago Petinati, foi morto com 13 tiros de pistola, na rua Duque de Caxias, na noite do dia 21 de março.

As investigações apontam que Tiago estava envolvido com o tráfico de drogas e que Valdir estaria envolvido em sua morte. “Nesta briga entre traficantes e contrabandistas, quem estava ao lado do Tiago pode ter mandado matar o Valdir”, explicou.

O homem identificado como possível mandante do assassinato da miss e do empresário foi interrogado pela polícia. Ele negou participação no crime e foi liberado. Para o delegado, ainda há outro suspeito que teria realizado a execução. Seus nomes não foram divulgados para não atrapalhar as investigações.

O crime

Dois corpos foram encontrados carbonizados na caçamba de uma caminhonete na manhã do dia 22 de março. Apesar de Bruna e Valdir estarem desaparecidos desde a mesma data e de familiares terem reconhecido pertences das vítimas, a confirmação oficial só foi dada na tarde desta segunda-feira (9), quando o laudo do Instituto Médico Legal de Curitiba divulgou o resultado dos exames de DNA.

Fonte:Umuarama News

Site Portal Alto Paraíso PR