Após morte de criança, mais de 300 escorpiões são recolhidos em Jussara


Durante uma fiscalização em Jussara, nesta quarta-feira (4), mais de 300 escorpiões foram recolhidos. O município enfrenta uma epidemia do animal e de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), foram registrados 27 casos de pessoas picadas na cidade este ano.

Em agosto também deste ano um menino de 4 anos morreu ao ser picado enquanto dormia. Houve uma segunda morte em decorrência de picada de escorpião em 2017, registrada no dia 15 de setembro. A criança de 5 anos, moradora de Cianorte, foi picada no tapete da sala da casa que morava. 

Nos centros urbanos, os escorpiões vivem debaixo de pedras, tijolos, telhas e nas fendas das árvores. Gostam de entulhos de obras e lixo em quintais e terrenos baldios e onde se propagam insetos, como em caixas de gordura e fossas sépticas que são ambientes propícios onde encontram alimento.

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Site Portal Alto Paraíso PR