Presos armados fazem reféns e exigem negociação na cadeia de Umuarama





A situação continua tensa na Delegacia de Umuarama. Neste momento os presos amotinados fazem outros detidos de reféns. Uma das reféns seria Marisa Dulcinéia dos Santos, acusada de um duplo homicídio – mãe e filho foram mortos a facadas no distrito de Cedro, em Perobal – no último dia 19.

Informações confirmadas pela Polícia Militar são de que os presos conseguiram ter acesso a armas que seriam periciadas no IML. O Instituto Médico Legal foi uma das estruturas destruídas pela população enfurecida.

Equipes especializadas da polícia, inclusive o Bope de Curitiba, estão no local. Os policiais fazem um cordão de isolamento para conter familiares de presos que estão bastante exaltadas no momento, em busca de informações sobre seus parentes.

Os presos exigem a presença de um juiz corregedor para negociar melhores condições e transferência para um local mais seguro. Eles afirmaram que tentaram sair ontem por meda da população invadir a cadeia e tirar a vida deles.

Fonte:OBemdito

Site Portal Alto Paraíso PR