Justiça determina nomeação de policiais civis para atender Icaraíma e Ivaté


A Justiça determinou que as delegacias de Icaraíma e Ivaté recebam, em até 90 dias, dois investigadores, dois escrivães e um agente de carceragem para reforçar o quadro da Polícia Civil na comarca.

A liminar atende ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Icaraíma. Foi imposta ainda multa ao Estado em caso de descumprimento das medidas. A comarca conta atualmente com apenas um escrivão, quatro investigadores e um agente de carceragem e o efetivo se ocupa, basicamente, da guarda dos presos.

A propósito do tema, o MPPR, por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais, do Júri e de Execuções Penais, vem realizando tratativas com o governo estadual para buscar alternativas à questão das delegacias de polícia no Paraná, notadamente quanto à falta de estrutura física e de pessoal.

O tema inclusive foi levado pela Procuradoria-Geral de Justiça em julho à primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública (GGI) do Paraná, órgão colegiado que passará a reunir, permanentemente, representantes de diversas instituições para discutir, deliberar e executar políticas públicas que visem o aperfeiçoamento da prestação do serviço de segurança no Estado.

Fonte: OBEMDITO

Site Portal Alto Paraíso PR