Paraná tem madrugada com chuva e ventos fortes


A quarta-feira (26) amanheceu chuvosa no Paraná. Durante a madrugada, a frente fria que já era esperada chegou e trouxe bastante chuva a todas as regiões do Estado, junto com ventos fortes.
O monitoramento do Instituto Meteorológico Simepar indica que a região Oeste registrou uma das maiores precipitações, com 75 mm de chuva em Cascavel e 50 mm em Foz do Iguaçu. O vento também foi forte, entre 70 e 80 Km/hora.
Em Ponta Grossa, os ventos chegaram a 73 Km/hora e fortes temporais. Na capital, o vento chegou a 81 Km/hora, perto das 6h, e o volume de chuva foi de 15 mm. Por causa do temporal, diversas árvores caíram e o trânsito está bastante complicado.
“Todas as regiões tiveram sua cota de vento e chuvas fortes”, comentou o meteorologista Reinaldo Kneib, do Simepar. A previsão é que a chuva continue até o fim do dia, porém, com menor intensidade. De noite e durante a madrugada de quinta-feira (27), as temperaturas começam a cair. “Esfria rápido, principalmente nas regiões Oeste e Sudoeste. Em Curitiba fica próximo dos 10°C”.
Defesa Civil
O Corpo de Bombeiros registrou atendimentos de destelhamentos em cinco cidades entre a madrugada e o início desta manhã. Em Candói, a situação foi registrada no Bairro Santa Clara, na BR-373; Em Mallet, o atendimento foi na Avenida Barão do Rio Branco, entre o Centro e o Bairro Eldorado; Em São Mateus do Sul os bombeiros se deslocaram até a BR-151, na Vila Prohmann; Em Apucarana, o problema foi registrado no Núcleo Habitacional Papa João Paulo I; Em Pinhão, o atendimento ocorreu próximo ao Parque Industrial. Houve ainda um atendimento em São José dos Pinhais.
Não foi registrado nenhum atendimento referente a alagamento.
Energia elétrica
Em todo o Paraná, o número de unidades consumidoras sem energia elétrica às 9h30 chegou a 300 mil, de acordo com a Copel. Um balanço geral sobre a situação no estado será divulgado no final da manhã.
Saudade do Iguaçu
O vendaval destruiu pelo menos cinco construções de Saudade do Iguaçu. De acordo com a prefeitura, dois aviários e três casas da Linha Baggio, no interior do município, ficaram bastante danificadas. Apesar dos estragos, ninguém se feriu.
Maringá
O início da manhã foi de trânsito ‘parado’ na região de Maringá. Condutores de Jandaia do Sul, Apucarana, Marialva e Sarandi que seguiam sentido a Maringá pela Avenida Colombo precisaram de muita paciência. Por conta da chuva vários semáforos deixaram de funcionar e o tráfego não fluiu.
A quarta-feira (26) amanheceu chuvosa no Paraná. Durante a madrugada, a frente fria que já era esperada chegou e trouxe bastante chuva a todas as regiões do Estado, junto com ventos fortes.
O monitoramento do Instituto Meteorológico Simepar indica que a região Oeste registrou uma das maiores precipitações, com 75 mm de chuva em Cascavel e 50 mm em Foz do Iguaçu. O vento também foi forte, entre 70 e 80 Km/hora. 
Em Ponta Grossa, os ventos chegaram a 73 Km/hora e fortes temporais. Na capital, o vento chegou a 81 Km/hora, perto das 6h, e o volume de chuva foi de 15 mm. Por causa do  temporal, diversas árvores caíram e o trânsito está bastante complicado.
Defesa Civil 
O Corpo de Bombeiros registrou atendimentos de destelhamentos em cinco cidades entre a madrugada e o início desta manhã. Em Candói, a situação foi registrada no Bairro Santa Clara, na BR-373; Em Mallet, o atendimento foi na Avenida Barão do Rio Branco, entre o Centro e o Bairro Eldorado; Em São Mateus do Sul os bombeiros se deslocaram até a BR-151, na Vila Prohmann; Em Apucarana, o problema foi registrado no Núcleo Habitacional Papa João Paulo I; Em Pinhão, o atendimento ocorreu próximo ao Parque Industrial. Houve ainda um atendimento em São José dos Pinhais.
Não foi registrado nenhum atendimento referente a alagamento.
Energia elétrica
Em todo o Paraná, o número de unidades consumidoras sem energia elétrica às 9h30 chegou a 300 mil, de acordo com a Copel. Um balanço geral sobre a situação no estado será divulgado no final da manhã. 
Saudade do Iguaçu
O vendaval destruiu pelo menos cinco construções de Saudade do Iguaçu. De acordo com a prefeitura, dois aviários e três casas da Linha Baggio, no interior do município, ficaram bastante danificadas. Apesar dos estragos, ninguém se feriu.
Maringá
O início da manhã foi de trânsito ‘parado’ na região de Maringá. Condutores de Jandaia do Sul, Apucarana, Marialva e Sarandi que seguiam sentido a Maringá pela Avenida Colombo precisaram de muita paciência. Por conta da chuva vários semáforos deixaram de funcionar e o tráfego não fluiu.
Oeste
Em Foz do Iguaçu ventos de 60 quilômetros por hora atingiram algumas regiões da cidade. Há registros de alagamentos e destelhamentos de residências. Na Avenida Costa e Silva, uma árvore foi arrancada pela raiz pela força do vento.
Em Cascavel choveu muito durante a madrugada, cerca de 75 milímetros, metade do previsto para o mês. A precipitação foi acompanhada de fortes ventos.
Fonte: MassaNews

Site Portal Alto Paraíso PR