Morto em confronto com PM em Porto Figueira é sepultado


O corpo de Waldemir Fermino Burkate, foi sepultado na tarde de segunda-feira (12) no cemitério Municipal de Alto Paraíso, depois que foi identificado, mas não foi reclamado por parentes. No Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama ainda permanece o corpo de um homem sem identificação, que foi encontrado afogado nas proximidades do município de Iporã.

Burkate, que também era conhecido pela alcunha de ‘Gringo, morreu num confronto com policiais militares em Porto Figueira. Ele era procurado por estar envolvido em crimes de furto.

Segundo informações verificadas pela polícia, ele teria invadido ao menos 45 casas e praticado pilhagem em todas elas, tendo sido descoberto em, seu esconderijo.

Numa operação que envolveu policiais civis e militares, ‘Gringo’ conseguiu fugir efetuando disparos de arma de fogo contra as guarnições policiais, até que no último dia 23 de novembro, naquela mesma comunidade, ele foi flagrado por um policial civil aposentado invadindo outra casa. Na fuga ele foi cercado e trocou tiros com PMs, vindo a ser alvejado. ‘Gringo’ foi socorrido e levado ao Hospital Municipal de Alto Paraíso, mas não resistiu ferimentos.

O corpo foi oficialmente identificado no IML através das impressões digitais e familiares foram procurados, mas não encontrados e, portanto, o corpo foi sepultado com a presença de assistentes sociais da Prefeitura de Alto Paraíso.

Outro corpo, o de um homem encontrado afogado nas águas do Rio Xambrê, proximidades do município de Iporã, no último dia 15 de novembro. O corpo estava em avançado estado de decomposição e somente um exame de DNA poderá identificá-lo. Supostos parentes foram ao IML de Umuarama e disponibilizaram material genético para o teste, mas até agora não foi repassado o resultado ao órgão.

“Uma irmã apareceu. Estamos encaminhando o material de DNA para exame”, explicou Castelar Paulino, diretor administrativo do IML.

Fonte: Tribuna Hoje

Site Portal Alto Paraíso PR