Morador de Cafezal do Sul desaparece e carro é encontrado com mensagem de morte escrita na lataria



Um jovem de 22 anos desapareceu na quarta-feira (14) e seu carro, um Parati azul foi encontrado abandonado na PR-323 na tarde de sábado (17) com uma mensagem riscada no teto e na lataria do lado esquerdo que diz ‘moreu (sic) não me pago (sic)’, deixou a família ainda mais agoniada.Para a mãe de Wesley Lucas dos Santos Oliveira, a diarista Maria Aparecida Santos de Oliveira, 46 anos, o filho está morto.“Rasgaram com faca todo o estofamento do carro e o teto. Também riscaram na lataria chamando ele de pilantra e dizendo que morreu porque não pagou. Era alguém que estava com muita raiva dele”, relatou. Ela acredita que o filho estaria com dívidas e por isso foi morto. Wesley é o único filho de Maria Aparecida e trabalhava como cigarreiro.

Segundo a esposa de Wesley, Jéssica Fernanda Abreu Marques, 21 anos, o marido siau de casa, em Cafezal do Sul quarta-feira (14) a noite dizendo que viria para Umuarama pegar um dinheiro emprestado com a mãe para pagar a conta de luz da casa, que esta com quatro meses de atraso.

“Estou tentando falar com ele desde então. Mandei um monte de mensagem, mas ele não respondeu. Na quinta-feira (15) falei com a mãe dele, pedindo para ela registrar o B.O. em Umuarama. Na sexta-feira (16) o celular dele já estava desligado”, relatou Jéssica Fernanda.

Jéssica contou que ela e Wesley estão casados há um ano e oito meses e que desde o início do ano o marido estava trabalhando como diarista em lavouras. “Mas em novembro ele voltou a puxar cigarro. Ele não me contou para quem estava trabalhando. Dizia que tem coisas que mulher não precisava saber. Até quando atendia o telefone ficava longe, para eu não ouvir a conversa”, relatou Jéssica.
No sábado, um conhecido da família passou na PR-323 e reconheceu o veículo, um Parati ano 1998. Wesley teria pego o carro dois dias antes de desaparecer. O veículo foi recolhido por guincho até a casa de mãe de Wesley e deverá ser periciado pela polícia. O carro teve o som retirado e os bancos traseiros rasgados aparentemente com faca. Uma cruz também foi feita no local. As chaves e os documentos do veículo, com placas de Altônia, não foram localizados.
Segundo o superintendente da 7ª SDP, Antonio Carlos Borges na sexta-feira (16) foi registrado um boletim pelo desaparecimento de Wesley Oliveira, mas que até o momento a polícia ainda não tem pistas sobre onde o jovem pode estar.

Fonte: Umuarama Ilustrado e Umuarama News

Site Portal Alto Paraíso PR