Mesmo após morte, bombeiros vão para rio Paraná somente na Operação Verão


Mesmo com a morte de um jovem de 21 anos na tarde de domingo (6) no rio Paraná, no balneário de Porto Camargo, em Icaraíma, o Corpo de Bombeiros (CB) deverá começar a fazer a segurança preventiva do local somente quando começar oficialmente a Operação Verão 2016, prevista para meados de dezembro próximo. 

A justificativa é a falta de efetivo para antecipar o trabalho. Segundo o aspirante do CB de Umuarama, Rodrigo Guilherme Malaquias, a corporação não tem pessoal suficiente para manter equipes em Umuarama e em Porto Camargo ao mesmo tempo. Atualmente, são 60 profissionais que atuam em Umuarama e Altônia e atendem uma área de 21 municípios. 

Por dia, a equipe de plantão é formada por cinco pessoas, além dos profissionais que atuam no setor administrativo. Para a Operação Verão, além do envio de profissionais para o litoral do Estado, o trabalho de guarda-vida será feito aos finais de semana por equipe de quatro bombeiros no balneário de Porto Camargo. 

Segundo Malaquias explicou, são destacados os profissionais que estão de folga para o serviço. Isso acontece em virtude do pouco efetivo. Esses bombeiros recebem diárias pagas pelo Governo do Estado, durante a Operação Verão. 

Para driblar a falta de efetivo, uma alternativa é o guarda-vida civil. São pessoas treinadas pelos bombeiros para atuarem em praias e rios. Segundo Malaquias, este ano até o momento não houve o curso para a formação destes profissionais, que é determinado pelo comando do Corpo de Bombeiros. Outro problema é que não há quem banque o custo destes profissionais, que normalmente são pagos pelas prefeituras.

A Prefeitura de Icaraíma informou, por meio da assessoria de imprensa, que sempre pagou a alimentação para voluntários que atuam na operação Verão e neste ano ainda não definiu a situação com o Corpo de Bombeiros.

Jovem perde a vida

O vendedor Lucas Moreira Bueno, 21 anos, perdeu a vida na tarde de domingo (6) quando nadava na Prainha, no balneário de Porto Camargo, em Icaraíma. Lucas teria tentado salvar um amigo que estaria se afogando, quando foi puxado pela correnteza e se afogou. O jovem chegou a ser resgatado e socorrido pelo Samu, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icaraíma.

Apesar do verão não ter começado oficialmente, com o calor característico desta época do ano, o número de frequentadores de rios e lagos da região aumenta consideravelmente. Um dos pontos com a maior aglomeração de gente é justamente a prainha que se forma no meio do rio Paraná, com a baixa das águas. 

O local é frequentado, principalmente nos fins de semana por banhistas de toda a região. Mesmo assim, guarda-vidas no local, somente durante a Operação Verão, que este ano começa em meados de dezembro e se estende até o carnaval, em março de 2017. 

Lucas foi enterrado no final da tarde de ontem, no Cemitério Municipal de Umuarama.

Cuidados com a chegada do calor

A região de Umuarama, apesar de estar no interior do Estado, conta com muitos rios e lagos, que aliados ao forte calor, acabam sendo uma combinação perigosa para os menos avisados. Para evitar acidentes, os bombeiros fazem algumas recomendações quando em rios:

*Evite pontos de rios e lagos onde não conhece a dinâmica. As vezes em um local a correnteza é calma, mas ao lado é mais forte e pode levar a acidentes;
*Em caso de cair em uma correnteza mais forte, não tente fazer a travessia em linha reta ou subir contra a correnteza. Em casos assim, o indicado é começar em um ponto mais alto para descer rio abaixo, em um raio de 45º;
*Se consumir bebidas alcoólicas não entrar na água. A combinação costuma ser perigosa;
*Em embarcações usar coletes salva-vidas;
*Em embarcações mais velozes, principalmente jet sky usar calçado, capacete, luva e roupa apropriada, para em caso de quedas não se ferir.

Fonte: Ilustrado

Site Portal Alto Paraíso PR