Mais de 200 quilos de peixes são apreendidos em Porto Camargo




A equipe da Polícia Ambiental, com base no distrito de Porto Camargo, recebeu várias denúncias de que alguns homens moradores da cidade de Guaíra, estariam acampados em uma ilha que faz parte do Parque Nacional de Ilha Grande e que eles estariam realizando pesca predatória com o uso de redes e de cordas de espinhéis de fundo.

Na madrugada deste sábado em patrulhamento aquático pelo rio Paraná, uma equipe policial flagrou quatro pescadores percorrendo e verificando cordas de espinhéis, todos embarcados e próximos um dos outros. Em abordagem foi constato que todos eram pescadores profissionais, mas estavam usando cordas de espinhéis muito compridas e próximas umas das outras, oque é proibido pela legislação.

Em razão da infração foi determinado aos pescadores que retirassem todo o material. No acampamento foram apreendidos 219 quilos de peixes de diversas espécies, já limpos e prontos para o consumo. Foram apreendidas ainda 04 embarcações e todo o material utilizado na pesca predatória.

Pelo crime ter sido praticado em uma área de Proteção Ambiental Federal, os quatro pescadores dever]o responder pelo crime junto ao Ministério Público Federal e ainda receber autuação administrativa do Instituto Chico Mendes.

Os peixes foram doados ao Lar São Vicente de Paula em Umuarama.

Fonte: Umuarama News

Apoio:

Site Portal Alto Paraíso PR