Moradores de Pérola são presos por pesca predatória no Rio Paraná


Por volta das 22h desta sexta-feira, (23), uma equipe da Policia Ambiental com base no Porto Camargo realizou a prisão de dois homens por pesca ilegal no Rio Paraná, no município de Icaraíma.

A ação ocorreu durante patrulhamento aquático naquela região, após uma abordagem de rotina à embarcação ocupada por eles. No barco foram localizados cerca de 50 de redes e uma tarrafa de pesca, que são petrechos proibidos. Além disso, foram encontrados 33 peixes, de diversas espécies, dentre Curimbas, Piaparas, Piaus, Piavas e Piracanjuvas.

As Piracanjuvas encontram-se na lista das espécies ameaçadas de extinção e, portanto, sua captura é proibida, conforme Portaria do Ministério do Meio Ambiente 445 de 17 de dezembro de 2014, item 23.

A grande maioria dos peixes encontrados com os infratores tinha tamanhos inferiores ao permitido pela legislação e alguns estavam sem cabeça, o que dificulta a fiscalização no sentido de verificar a medida exata, caracterizando outra infração.

Os dois homens, residentes na cidade de Pérola, foram presos e autuados em flagrante na Delegacia de Polícia Civil em Icaraíma, mesmo local onde foram entregues os materiais apreendidos, além das redes, da tarrafa e dos pescados, também 05 varas de pesca com carretilhas, a embarcação e o motor de popa igualmente apreendidos.

Os infratores responderão pelo crime tipificado no Art. 34 da Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998), com pena de 01 a 03 anos de detenção e, além do procedimento na esfera criminal, serão autuados administrativamente (multados) pelo Instituto Ambiental do Paraná.

“A Polícia Ambiental realiza patrulhamentos e abordagens com o intuito de coibir crimes ambientais e outros que porventura vierem a ocorrer na região. A população pode colaborar através de denúncias feitas pelos fones: (44) 3624-7630 (Umuarama), (44) 3584-1175 (Icaraíma)”.

Fonte: Brandão Junior

Apoio:


Site Portal Alto Paraíso PR