Candidatos só podem fazer campanha até hoje



A partir de hoje (29), a Justiça eleitoral proíbe uma série de medidas que foram liberadas aos candidatos e cabos eleitorais durante toda a campanha ao pleito municipal 2016. 

Além de ser a última data para a expedição de salvo-conduto ao eleitor que sofrer violência moral ou física na sua liberdade de votar pelo juízo eleitoral ou o presidente da mesa receptora, é também o último dia para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. 

A Justiça ainda manda que sejam encerradas a partir desta quinta-feira, as propagandas políticas mediante reuniões públicas ou promoção de comícios, além da utilização de carros de som (entre as 8h e 24h), com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais duas horas. Esta normativa está prevista no art. 240, parágrafo único do Código Eleitoral. Hoje também é o último prazo para as emissoras de rádio e televisão realizarem os debates eleitorais. 

AMANHà

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral e a reprodução, na internet, de jornal impresso com propaganda eleitoral podem ser realizadas até esta sexta-feira (30) em todo o território nacional.O presidente da mesa receptora que não tiver recebido o material destinado à votação deverá diligenciar para recebê-lo. 

Os candidatos que não cumprirem os prazos estipulados pelo TSE serão devidamente punidos. A orientação da Justiça é que os eleitores que flagrarem irregularidades nestes casos poderãodenunciar por meio dos aplicativos eleitorais oferecidos pelo TSE, ou diretamente junto ao Fórum Eleitoral do município. 

GASTOS 

O Tribunal Superior Eleitoral determinou para as eleições de 2016, o limite de gastos deR$ 108 mil para os candidatos a prefeitura de Umuarama. Durante o mês de setembro, os candidatos ao executivo tiveram que prestar contas à Justiça dos recursos financeiros utilizados nos 45 dias de campanha. 

A reportagem do jornal Tribuna Hoje fez um levantamento de quanto cada um dos candidatos à prefeito arrecadou e declarou até o final da tarde ontem (28). O candidato Celso Luiz Pozzobom (PSC), que recebeu R$ 20 mil reais, gastou apenas R$ 5.368 durante sua campanha. Já o candidato Edilson Gabriel (PT), que recebeu quantia de R$ 5.880, não havia gastado nada até ontem.

O candidato Antônio Fávaro (PDT) tem disponíveis para gastar R$ 39.320, até ontem havia gastado R$ 27.061,93. O candidato Gilberto Narciso (PMN) tinha disponível até ontem em sua conta de campanha declarada, pouco mais de R$ 1 mil e havia gastado apenas R$ 950. E por fim, o Professor Rigobello (PV), tinha a sua disposição R$ 2.5 mil para gastar na campanha, mas só havia utilizado R$ 1.239,68. 

As despesas dos candidatos apresentadas pelos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral, geralmente são referentes ao pagamento de empresas de propaganda, publicidade e gráfica. Todas estas informações a respeito das contas dos candidatos a prefeito e vereadores, em todos os municípios brasileiros, estão abertas à consulta pública no site do Tribunal Superior Eleitoral, no ícone DivulgaCandContas.

Fonte: Tribuna Hoje

Apoio:


Site Portal Alto Paraíso PR