Vítima reage a assalto a residência em Iporã, mata um suspeito e fere outro que foi preso



Uma tentativa de assalto contra uma residência, na Rua Guilherme Tissiane em Iporã, por volta das 22h00 desta segunda-feira (22), terminou com um suspeito morto e outro baleado de raspão e preso.

Segundo relatos de uma das vítimas, a família estava no interior da casa, quando assaltantes arrombaram a porta. O morador da casa, identificado pelas iniciais E. J. S., reagiu e efetuou quatro disparos contra a porta, sendo que três deles acertou um dos suspeito e o outro assaltante fugiu do local.

A Polícia Militar foi acionada na sequência, e quando chegou à residência, a pessoa que havia efetuado os disparos já não estava mais no local, seu filho foi que relatou o ocorrido para a polícia.

O suspeito ainda apresentava sinais vitais, então foi providenciado socorro para o mesmo, que morreu a caminho do Hospital Municipal.

Quando os policiais chegaram ao local, encontraram uma arma de fogo, sendo um revolver calibre 38, municiado ao lado da pessoa caída e um celular que logo na sequência tocou. Um dos policiais atendeu a ligação e do outro lado uma pessoa que se identificou como parceiro, pensando estar falando com seu companheiro, marcou de busca-lo em uma rua próxima. Dois policiais, em carro particular, um deles a paisana, foram ao local marcado, mas o suspeito não apareceu.

Na sequência veio a informação, que uma testemunha estava na Delegacia, e esta relatou que o parceiro do suspeito morto seria seu parente e estava em sua casa.

Policiais militares, com o apoio de um policial civil, um policial rodoviário de folga e da Guarda Municipal, foram ao endereço, na Rua Guilherme Tissiane, mesma rua da vítima, só que distante do local do roubo, e lá prenderam Antônio Marcos Prazer, 29 anos, que estava ferido por um tiro de raspão na mão.

Segundo a polícia, o mesmo assumiu que estava junto na tentativa de roubo, onde teria levado o referido tiro.

Na casa também estavam alguns menores que forram entregues ao Conselho Tutelar.

Antonio foi encaminhado ao Hospital Municipal, medicado e na sequência entregue na delegacia.

O suspeito que morreu foi identificado apenas pelo nome de Jacson, o vulgo “Japa”. Seu corpo foi encaminhado ao IML de Umuarama.

Fonte: Brandão Junior

Apoio:


Site Portal Alto Paraíso PR