Moradores de Roberto Silveira reclamam do isolamento em dias de chuva



Nem precisa chover muito para os moradores do distrito de Roberto Silveira, em Umuarama, ficarem isolados. A chuva da tarde de sexta-feira (25), causou diversos transtornos, alagou as estradas de ligação e quem precisou sair teve que contar com a ajuda de um trator e a boa vontade de vizinhos.

A família de Wesley José da não conseguiu chegar a um compromisso que tinham marcado fora do distrito. O jovem, que nasceu na localidade, diz que é sempre assim. “Minha família está aqui desde 1967 e sempre que chove é uma dificuldade. Gente já morreu aqui por não conseguir sair em dias de chuva”, desabafa.

A distância entre Umuarama e Roberto Silveira é de 35 quilômetros. Parte do caminho é por estrada de chão. Pela Estrada Fumaça, a mais utilizada, são 18 quilômetros sem asfalto. “Apenas cinco quilômetros tem cascalho. O resto é assim como está nas fotos. Quando está seco é ‘areião’ e quando chove vira essa lama, uma verdadeira areia movediça”, comparou.

O carro do rapaz ficou ilhado no meio de uma grande poça de água e só foi retirado com a ajuda de sitiantes da região, que já acostumados a situação da estrada, são solidários com quem passa.

“O jeito é ficar em casa quando chove e rezar para que ninguém fique doente”, desabafa. Ele disse que a comunidade já pediu diversas vezes para que prefeitura resolva o problema, mas até agora nada foi feito. “Pelo menos cobrir com cascalho, já ia impedir esse tipo de situação”, recomenda.

Procuramos o setor responsável pela manutenção das estradas rurais da Prefeitura de Umuarama, mas devido ao feriado de Páscoa, ninguém foi encontrado para responder sobre o assunto.

Fonte: OBemdito

Site Portal Alto Paraíso PR