Homem é executado por justiceiro que deixa bilhete junto ao corpo


Marcos Estevan dos Santos, 23, foi morto na manhã desta segunda-feira (29), em uma estrada rural que liga os municípios de Cidade Gaúcha a Nova Olímpia.

Junto ao corpo foi encontrado um bilhete, onde o suposto assassino justificou o crime: "Esse morreu porque era nóia e ladrão", diz o texto. Em outro trecho ele ameaça: "Todo o que roubar casa de gente trabalhadora, vai morrer. (...) O recado foi dado".

No corpo havia pelo menos oito perfurações à bala. No local do crime foram encontrados vários cartuchos de pistola 9 milímetros.

Marcos residia há cerca de sete quilômetros do local do crime, em Nova Olímpia. A polícia suspeita que ele teria sido atraído até o local e executado.

Os policiais militares averiguaram que Marcos tinha várias passagens por roubo, tráfico e agressão. A hipótese mais provável é que se trata de um crime de vingança. 

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Umuarama, onde foi periciado e liberado para a família.

Fonte:OBemdito

Site Portal Alto Paraíso PR