Umuarama possui 4 casos de dengue confirmados e notifica os primeiros suspeitos de Zika e Chikungunya


O último informe técnico de dengue realizado pela Secretaria Municipal de Saúde coloca Umuarama em estado de alerta. O levantamento divulgado no final da tarde desta quarta-feira (05), indica que mais três casos da doença foram confirmados no Município no período de uma semana. Ou seja, desde o início do ano, a Capital da Amizade já soma quatro pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Os pacientes positivos residem nas regiões do Posto Central (2), Catedral (1) e Vitória Régia (1), sendo que três casos são importados, ou seja, contraídos em outra cidade.

Além dos casos confirmados, 70 pacientes estão em investigação e 21 já tiveram diagnóstico descartado, totalizando 95 notificações desde o dia 1º de janeiro.

Segundo o trabalho realizado pela Secretaria de Saúde, há 27 regiões umuaramenses com notificações da doença. A maior concentração de suspeitas está na abrangência do Posto Central, onde há 10 casos sob investigação e o único autóctone confirmado do Município. Logo depois está a região do San Remo, com sete notificações, seguido pelo Centro Cívico e Parque Jabuticabeiras, ambos com seis suspeitas cada.

Na análise do perfil dos pacientes sob suspeita, 57, 89% deles tem faixa etária de 20 a 49 anos, e a maior parte, cerca de 54%, são mulheres. “Com base nessa análise conseguimos traçar um planejamento específico de combate e controle da doença. Assim que surge um caso confirmado, mobilizamos nossas equipes para o trabalho de bloqueio e orientação da localidade onde a doença foi confirmada. Infelizmente os números são alarmantes e temos um índice alto de casos sobre investigação, o que nos faz chegar a conclusão de que os casos confirmados vão aumentar ainda mais em nossa cidade. Estamos trabalhando intensamente para que consigamos manter no controle a proliferação e não darmos espaço para epidemia”, ressalta o chefe da Vigilância em Saúde, Fábio Barzon.

No entanto, as condições climáticas também remam contra o esforço da Prefeitura em combater o mosquito. Isto porque, o Serviço de Alerta Climático de Dengue do Laboratório de Climatologia da UFPR, indica que Umuarama corre risco alto para proliferação do Aedes aegypti, e ressalta a importância de toda a comunidade intensificar as medidas de controle para redução da capacidade de infestação, eliminando as possibilidades de criadouros.

Zika e Chikungunya
A Secretaria Municipal de Saúde notificou os primeiros casos suspeitos do Zika Vírus e da Febre Chikungunya no Município.

Segundo a equipe, duas pessoas estão sob investigação de Zika em Umuarama, sendo que uma delas reside na região Souza Naves e outra nas redondezas da Unipar Sede.

Já a Chikungunya, soma três casos suspeitos e que estão em acompanhamento da Secretaria de Saúde. Os pacientes notificados residem na região do Ceprev, Souza Naves e nas proximidadades da Unipar.

REFORÇO NO TRABALHO

Para intensificar os trabalhos de orientação e fiscalização, além do remanejamento dos agentes comunitários no trabalho de combate de endemias, a Prefeitura também decidiu contratar mais 30 profissionais para atuarem de maneira temporária no setor.

A contratação acontecerá por meio de um processo seletivo simplificado. Os interessados tem até esta sexta-feira (5) para se inscrever no sitewww.concursosfau.com.br e www.umuarama.pr.gov.br. A inscrição custa R$ 10 e os profissionais contratados exercerão suas funções no prazo de até 90 dias, com carga horária de 40h diária e salário mensal de R$ 1.069,64.

AÇÃO HORA H 

Neste sábado (06), a Secretaria de Saúde também está organizando uma iniciativa especial de conscientização. Equipes da Vigilância em Saúde e voluntários de entidades organizadas, como ACIU, Sesc, Senac, entre outras, se reunirão para orientar a população sobre o risco eminente que o Aedes aegypti está trazendo para Umuarama. Os participantes se concentrarão na Praça Miguel Rossafa a partir das 9h, para que às 10h, eles iniciem o trabalho por toda a Avenida Paraná. Consumidores, lojistas e funcionários do comércio, serão abordados pelas equipes a fim de receberem informações de prevenção e combate.

A ideia é sensibilizar a população e envolver toda a comunidade no trabalho desempenhado pela Prefeitura. “Convidamos toda a população a se juntar nessa causa. A ação é aberta para que todos que tem interesse e que querem contribuir nessa lutar possam participar. Nenhum trabalho será válido se não houver essa união e comprometimento”, destaca o secretário de Saúde, Luiz Haiduk.

Fonte: Prefeitura de Umuarama

Site Portal Alto Paraíso PR