Sobe de 6 para 11 o nº de mortes por dengue no Paraná, aponta a Saúde


Mais seis pessoas morreram de dengue no Paraná em 2016, conforme o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesa) nesta terça-feira (23) – totalizando 11 mortes.
Das 11 mortes, nove são em Paranaguá, no litoral; uma em Curitiba e uma em Foz do Iguaçu, na região oeste do estado.

Além das novas mortes, foram registrados 1.819 novos casos da doença em uma semana. Até dia 16, eram 5.541 casos, e agora são 7.360. A contagem é feita desde agosto de 2015.

Epidemia

O total de municípios em epidemia também aumentou, passando de 15 para 16. Agora,Jataizinho, no norte pioneiro, faz parte da lista.

As outras 15 cidades em situação epidêmica são: Rancho Alegre, Santo Antônio do Paraíso, Mamborê, Cambará, Munhoz de Melo, Itambaracá e Guaraci e Assaí, no norte;Nova Aliança do Ivaí e Santa Isabel do Ivaí, no noroeste; Foz do Iguaçu e Serranópolis do Iguaçu, no oeste; e Paranaguá, no litoral.

Para um muncípio estar com epidemia, é levado em consideração o número de casos de dengue registrados na cidade – no caso de mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes, já é considerada situação epidêmica.

Zika

Segundo o boletim, são 36 novos casos do vírus da zika. No total, já foram confirmados 84 casos, sendo 32 autóctones, que são aqueles contraídos dentro do município, 38 importados e 14 em investigação para determinar a origem.

Dos casos de zika, oito são em gestantes residentes em Colorado (5), no norte; Foz do Iguaçu (1); Rancho Alegre (1); e Santa Helena (1), no oeste.

Um bebê recém-nascido de uma paciente que teve zika em Colorado também está sendo acompanhado pelas equipes de saúde.

Chikungunya

O Paraná tem 14 casos de chikungunya, dois autóctones e 12 importados. Os casos autóctones são dos municípios de Mandaguari e Rancho Alegre, ambos na região norte do estado.

Fonte:G1 Paraná

Site Portal Alto Paraíso PR