Família de peão de rodeio que sofreu acidente de carro em Jesuítas luta por vaga de UTI


A família do cascavelense Douglas Becker, 29 anos, passa por momentos de angustia. O jovem, peão de boiadeiro, sofreu um grave acidente de trânsito, na noite de sábado (14), quando retornava de um rodeio.

Douglas foi socorrido por bombeiros comunitários. O estado de saúde dele é bastante delicado, mas a família trava uma batalha, em busca de um leito de UTI.

O rapaz foi levado ao hospital de Assis Chateaubriand, mas devido às graves lesões na cabeça, precisou ser transferido ao Hospital Bom Jesus de Toledo, no entanto, mesmo com aparatos de UTI, ele precisa da vaga, segundo disseram os médicos à família.

A necessidade é em decorrência de uma cirurgia na cabeça, para conter uma hemorragia.

“A Central de Leitos, afirma que a superlotação do sistema, impossibilita a vaga com urgência, mas que ele está em uma lista, onde já existem outras cinco pessoas no aguardo”, conta a irmã do peão, Nara Backer.

A situação do jovem é bastante grave e por isso, diante da falta de leitos, a família já decidiu que vai recorrer ao Ministério Público.

“Vamos pegar toda a documentação que fala do estado gravíssimo dele e em seguidas, vamos até Cascavel, falar com o promotor da saúde”, conta a irmã.

Douglas, segundo disseram os médicos a família, só pode ser operado com a garantia da UTI.

“Pode ser em qualquer lugar do estado, não nos importamos, mas precisamos da vaga para garantir que ele faça o procedimento e fique bem”, afirma a irmã.

A família do jovem boiadeiro é toda de Cascavel.

O capotamento

O acidente com o jovem ocorreu logo após as 22h. Douglas perdeu o controle da direção do Vectra que dirigia, na PR-239, perto da Ponte do Rio Verde, no trecho entre Assis e Jesuítas, segundo as informações da Rádio Jornal AM. 

Ela capotou por várias vezes e parou em uma plantação de soja, ao lado da rodovia. Com a força do impacto, o rapaz acabou ejetado do veículo. O corpo dele parou 50 metros longe do carro.

Vários casos em um fim de semana

Segundo o Consamu neste último fim de semana foram 914 regulações em 48 horas. Grande parte dos casos de alta complexidade, em toda a região, com atendimentos e estabilização.

Todas realizadas e transportadas pelos profissionais do Samu aos hospitais de referência, entre eles o HUOP de Cascavel e o HBJ.

A sobrecarga transformou as salas de pronto-socorro em UTIs improvisadas. Quase todas as unidades receberam mais pacientes do que a capacidade que suportam.

Diante dos inúmeros casos foi necessário recorrer ao Ministério Público para internar uma paciente em leito privado, entre a noite de sábado e a madrugada de domingo. Situação que não desafoga a sobrecarga do sistema.

Central de Leitos

Segundo a Central de Leitos o paciente Douglas Becker já está clicado (termo usado, quando os médicos fazem o pedido da vaga de UTI), no entanto ainda não há a vaga, já que na mesma situação dele estão outros pacientes que também aguardam o leito em UTI.

Fonte: CGN

Site Portal Alto Paraíso PR