Inconformado com separação rapaz mata jovem de 18 anos e comete suicídio em Guaíra


O estudante Alvaro Alexandre da Silva Júnior, 24 anos, inconformado com o fim do relacionamento com Camila Cristina Belegante, 18 anos de idade, atirou contra a jovem, que não resistiu ao ferimento e morreu em sua residência, localizada na rua Euclides da Cunha, no bairro São José. Outros dois tiros também foram disparados, mas apenas um deles – na região do pescoço – atingiu a moça. 

Socorristas do Samu estiveram no local, mas apenas puderam constatar o óbito de Camila. Após atirar contra a jovem, Alvaro fugiu em um veículo Fiat Uno de cor cinza, rmo a Vila São Domingos, pel rua Jacob Rosemberg. No local, o rapaz deu um tiro contra a propria boca, sendo que o projétil transfixou o cérebro, causando forte hemorragia. 

Ele foi socorrido por terceiros e encaminhado para atendimento na Unidade central de Saúde, onde a equipe de plantão e contando também com a ajuda do SAMU, fizeram todos os trabalhos de praxe, com medicação e entubamento, porém, por volta das 22h10 ele não resistiu e também acabou morrendo.

Conforme informações da Polícia Militar, em um pequeno corredor que dá acesso a residência e ao fundo do terreno, no São Domingos, havia uma grande mancha de sangue no chão com um boné também ensanguentado, além de um revólver, marca Taurus, calibre .38, com cinco cartuchos no tambor (sendo três deflagrados e dois intactos). 

A arma aparentemente não possui numeração. No interior do Fiat Uno foi localizado um cartucho intacto calibre .38 no assoalho do passageiro, e outro cartucho deflagrado sob o banco do passageiro. O veículo foi recolhido pelos investigadores da Polícia Civil e encaminhado ao pátio da 13ª DRP.

O Instituto Médico Legal (IML) de Toledo foi acionado para o encaminhamento dos corpos para os exames de necrópsia. Após, serão liberados aos familiares para os atos fúnebres.

Com essas duas mortes (homicídio e suicídio) na noite de ontem, o setor policial de Guaíra já registra 18 mortes violentas neste ano de 2015, o que deve elevar negativamente o patamar do município no ranking das cidades mais violentas do Brasil.

Fonte: Portal Guaíra

Site Portal Alto Paraíso PR