Acusado de Homicidio em Icaraíma se apresenta mas não entrega arma do crime



O acusado de ter assassinado um cantor na noite do domingo (18), em Icaraíma, se apresentou á polícia ontem à tarde e confessou o crime. Depois que foi interrogado, o acusado saiu pela porta da frente da delegacia, pois recebeu o benefício de responder em liberdade. Carlos Alexandre Ortega Figueira, de 29 anos, foi morto em sua residência, na Avenida Hermes Vissoto, por volta das 20h20, no centro daquele município.

A vítima estava dentro da residência quando uma pessoa o chamou até o portão e, quando atendeu ao chamado, foi alvejado. Parentes chegaram a socorrer o cantor, que foi levado às pressas ao Pronto Socorro de Icaraíma, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade de saúde.

O autor fugiu numa veículo GM Astra de cor prata.

A APRESENTAÇÃO

Eduardo Dione dos Santos, de 31 anos de idade se apresentou ontem à polícia, acompanhado de seu advogado. Mesmo depois de confessar o assassinato ele não entregou a arma usada no crime – uma pistola de calibre 380 –, mas se comprometeu a levá-la à delegacia nos próximos dias.

Em depoimento, Santos revelou que a vítima estaria ‘cantando’ sua companheira e por isso foi até sua residência ‘tirar satisfações’. Santos relatou que, durante a discussão Figueira o atacou e, como estava armado sacou a pistola e atirou à ermo, mas não pretendia atingir a vítima. 

Outras pessoas também serão interrogadas em inquérito já instaurado.

Fonte: Tribuna Hoje

Site Portal Alto Paraíso PR